Pochmann: Reverter retrocessos exigirá Parlamento comprometido com projeto nacional

  Economista falou ao Brasil de Fato sobre cenário econômico do atual governo e possibilidades de superação Rafael Tatemoto   O número de pessoas com com fortuna maior que US$ 1 milhão aumentou em 7 mil no Brasil durante 2017. Um incremento de 4,25%, aumentando de 164,5 mil pessoas para 171,5 mil. Somado, o patrimônio total deste grupo equivale a...

Frei Betto: qual o projeto de país que almejamos?

  “Numa terra radiosa vive um povo triste”, escreveu Paulo Prado em “Retrato do Brasil”. Eis o clima no Brasil hoje. Por Frei Betto* Não é para menos. O desemprego atinge quase 14 milhões de pessoas; a reforma trabalhista de Temer retirou direitos conquistados; o pré-sal é vendido a estrangeiros; o PIB recua; a violência urbana e rural se...

Haroldo: Rever a política de preços da Petrobras, urgente

  Em maio o IBGE registrou uma queda de 10,9% no PIB brasileiro, que já estava mal. Explicou que a causa dessa derrocada foi a “greve dos caminhoneiros”. Mas os problemas que a provocaram não foram enfrentados, mas contornados com medidas paliativas. Nas redes sociais já se fala no recrudescimento do movimento.Por Haroldo Lima* Entre 6 e 9 de...

Absolvição de Lula confirma: Acusação foi para impedir de ser ministro

  O juiz da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, Ricardo Leite, absolveu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo em que era acusado de obstrução de Justiça. A denúncia foi apresentada em 2016, ano do golpe, sob a acusação de uma suposta ação do ex-presidente para comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, um...

Relatório da Casa Civil aponta várias fontes de contaminação em Barcarena, PA

  Comitê federal foi criado para analisar os eventos dos dias 16 e 17 de fevereiro, quando moradores denunciaram a contaminação do meio ambiente pela empresa Hydro Alunorte. O relatório de um comitê federal coordenado da Casa Civil da Presidência da República aponta que não apenas a empresa Hydro Alunorte é responsável pela contaminação no...

Acusados de integrar grupo que disseminava fake news em Tucuruí têm habeas corpus negado pela Justiça

  Os réus foram presos na operação "Último Sorriso" e são investigados por crimes de injúria e difamação contra adversários políticos. A Justiça do Pará negou, nesta segunda-feira (16), pedido de habeas corpus a dois réus que foram presos na operação "Último Sorriso" da Polícia Civil em Tucuruí, sudeste do Pará, acusados de integrar associação...

Belém é a última cidade brasileira a decretar situação de emergência com a chegada dos índios venezuelanos

  Dez meses após o início da migração em massa de índios Warao, a capital paraense decretou estado de emergência. Mais de 200 indígenas venezuelanos vivem em Belém. Há famílias inteiras pedindo esmolas no centro da cidade. A Prefeitura de Belém decretou na tarde desta segunda-feira (16) situação de emergência social devido ao intenso processo...
Uma pessoa morre a cada 40 horas em rodovias federais no Pará

Uma pessoa morre a cada 40 horas em rodovias federais no Pará

  Apenas nas duas primeiras semanas de julho, uma pessoa morreu a cada 40 horas em rodovias federais no Pará. O dado faz parte de um balanço divulgado nesta segunda-feira (16) pela Polícia Rodoviária Federal. Segundo a PRF, nos primeiros 15 dias do mês, um total de 60...

INSTITUTO PAULO FONTELES DE DIREITOS HUMANOS

CartazO Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos é uma entidade da sociedade civil, sem fins lucrativos, democrática, ecumênica, apartidária e politizada que atua na promoção e defesa dos direitos humanos observando sua universalidade, interdependência e indivisibilidade nas condições da Amazônia paraense, região marcada por conflitos históricos gerados pela forte penetração econômica de grupos nacionais e estrangeiros que, nos últimos 50 anos, foi o principal gerador do caos fundiário, grilagem das terras, crimes de pistolagem, desmatamento, genocídio indígena, pilhagem das riquezas, trabalho escravo, impunidade, fome e miséria.

O Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos atuará no sentido de estimular a organização do povo, sua consciência crítica, na perspectiva da compreensão de sua condição de oprimido e buscando caminhos para conquistar ou fazer valer direitos inalienáveis, como a saúde, a segurança, a cultura, a educação, o direito à memória, a verdade, a justiça e à vida plena. Sua plataforma consiste na luta por uma sociedade justa, livre, igualitária, culta e sem classes.

A luta de Paulo Fonteles é fonte de inspiração para as novas e futuras gerações, que no limiar do século 21 ainda enfrentam os mesmos problemas. A sociedade, passados quase 30 anos de seu martírio, é muito desigual. Conhecer a vida de combates de Paulo Fonteles pela democracia, pela reforma agrária, pela independência nacional, pelos direitos humanos, fortalece, na sociedade,  a perspectiva de dias melhores.

AGENDA

As Mulheres Negras Amazonidas estão realizando a Campanha de 45 de Ativismo contra o Racismo de 10 de Junho a 25 de Julho, com atividades voltadas para Mulheres Negras da nossa região.

SOBRE PAULO FONTELES

A trajetória daquele que seria uma das mais contundentes vozes da luta contra o latifúndio e em defesa das liberdades púbicas teve inicio quando o Brasil estava encarcerado pela quartelada de 31 de Março de 1964, que submeteu o país aos terríveis anos da Ditadura Militar, marcada pelas torturas e assassinatos, além da submissão aos interesses externos, notadamente estadunidenses.

O jovem Paulo Fonteles, oitavo filho do marítimo Benedito Lima e de Cordolina Fonteles – uma dona-de-casa que se tornou símbolo da luta conta a impunidade depois de seu assassinato, em 1987 – tomou parte nas manifestações que eclodiram pelo país quando do assassinato do estudante paraense Edson Luís, morto pela repressão política no restaurante Calabouço, no Rio de Janeiro. Naqueles dias a juventude brasileira ganhou pessoa e postura.

Seus relatos daquele período, pela força da sua poesia, revelam a permanente luta pela vida na forma da denúncia da bestialidade dos torturadores que alcunhava como “cães que cavalgam soltos”. Ali, no famigerado Pelotão de Investigações Criminais (PIC) e depois na Barão de Mesquita, no Rio de Janeiro, um dos maiores centros de tortura do país onde os bárbaros foram adestrados  por  víboras  que  insistiam  em afirmar que os métodos da Gestapo estavam ultrapassados e que era necessário reinventar a Santa Inquisição. Naquelas duras condições, ao saberem da resistência armada da Guerrilha do Araguaia, no Sul do Pará, tanto Paulo quanto Hecilda ingressam nas fileiras do Partido Comunista do Brasil.

Paulo Fonteles é eleito o primeiro presidente da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH) e nesse ambiente, em 1978, se coloca à disposição da Comissão Pastoral da Terra (CPT) para advogar para os camponeses do Sul do Pará.

Sua atuação, como advogado da oposição sindical nas contendas contra o pelego Bertoldo Siqueira, na luta para retomar para as mãos dos lavradores o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Conceição do Araguaia vai destilar o ódio em famigerados, como o Major Curió e o Ministro Jarbas Passarinho. Muitos dos instrumentos e quadros da repressão atuaram para derrotar a oposição e até a Rádio Nacional de Brasília fazia campanha para os caudatários do militarismo.

Em 1982 é eleito Deputado Estadual sob a consigna de “Terra, Trabalho e Independência Nacional” e no curso de sua atuação parlamentar é constantemente ameaçado e por diversas vezes denuncia da tribuna da Assembleia Legislativa do Pará as macabras listas de marcados para morrer onde figurava.

Em 1985, um Coronel do Exército e latifundiário, Eddie Castor da Nóbrega anuncia num dos principais jornais paraenses que iria atentar contra a vida do então Deputado. Fonteles no mesmo jornal responde que “se um coronel tem a ousadia de ameaçar de morte um Deputado abertamente, o que este senhor não faz com os trabalhadores rurais de sua fazenda”, concluiu.

Em 11 de Junho de 1987 todas as ameaças se confirmam e no final da manhã daquele dia é assassinado a mando da União Democrática Ruralista (UDR) na região metropolitana de Belém. A ação que atentou contra a vida de Paulo Fonteles ocorreu no mesmo momento em que se votava, no âmbito da constituinte, o Capítulo da Terra.

  • BREVE TRAJETÓRIA DA VIDA DE PAULO CÉSAR FONTELES DE LIMA

Até hoje os mandantes do assassinato de Paulo Fonteles não foram levados a julgamento e, como centenas de casos da pistolagem perpetradas pelo latifúndio seu crime permanece impune o que revela o caráter do judiciário paraense e brasileiro.

Agende-se
ASSISTA A ÍNTEGRA DA HOMENAGEM A PAULO FONTELES

Paulo Fonteles, sem ponto final

CHARGES

...

...

...

...

...

...

...

DELAS POR ELAS – CONVERSA VIVA

MAIS NOTÍCIAS

para os demais posts visite o BLOG.

Projeto de José Serra em 2010 já prometia entregar o pré-sal

  A aprovação na Câmara do Projeto de Lei 8.939/2017 de autoria do deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) é apenas mais um capitulo do golpe que se iniciou pelo menos há sete anos. Por Helena Sthephanowitz Na semana passada, por 217 votos a 57, deputados aprovaram...

Jandira Feghali: Querem envenenar você

  A aprovação na Comissão Especial da Câmara Federal do Projeto de Lei 6299/2002, que flexibiliza a Lei dos Agrotóxicos, é um crime patrocinado por parte da base do Governo Temer.   Por Jandira Feghali* Como médica e militante do PCdoB, que tem como marca a defesa de...

Lula: O Brasil voltará a ser dos brasileiros

  Leia a íntegra do artigo assinado pelo ex-presidente e publicado originalmente no Jornal do Brasil Enquanto o país prestava atenção à Copa do Mundo, a Câmara dos Deputados aprovou, em regime de urgência, uma das leis mais vergonhosas de sua história. Por maioria...

REDE TVT – SEU JORNAL

Aqui você pode assistir os jornais diários produzidos pela TV dos Trabalhadores.

Parceiros

Sites Relacionados

Redes Sociais

Coleções de Fotos

  • 1ª Caravana de Familiares de Mortos e Desaparecidos no Araguaia

VEJA AS FOTOS DO EVENTO

Paulo Fonteles - 30 anos

.

.