Jô Moraes: Temer está descontruindo qualquer projeto sério de Nação

  Nesta quarta-feira (21), aconteceu na Câmara dos Deputados, o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa das Distribuidoras de Energia Elétrica, ameaçadas pelo pacote de privatizações do governo Michel Temer. Os parlamentares do PCdoB estiveram presentes e repudiaram a decisão do governo em privatizar a Eletrobras e defenderam a importância da...

“Venda da Eletrobras passa longe do interesse nacional”, diz ex-presidente da empresa

Luiz Pinguelli Rosa denuncia que governo Temer quer servir a interesses de grande grupos financeiros com a proposta por Leonardo Fernandes   A privatização da Eletrobras, empresa responsável por mais de 30% da geração de eletricidade e por 50% das linhas de transmissão de energia do país, é uma insistência de Temer. Em dezembro de 2017, o governo...

Especialistas relacionam crise econômica no RJ com aumento da violência

  Investimento em políticas públicas é apontado como alternativa à intervenção militar no estado por Júlia Dolce   A intervenção militar no Rio de Janeiro tem esquentado o debate sobre as causas dos índices de violência no estado. A grave crise financeira enfrentada há dois anos pelo estado fluminense, é uma das principais causas da violência, de...

As ligações perigosas de Moreira Franco, o homem que pôs o Exército nas ruas no Rio

  Bandidos do Comando Vermelho frequentavam o Palácio Guanabara e ganhavam até cargos no Tribunal de Contas, quando Moreira Franco era governador do Rio por Laura Capriglione A intervenção militar no Rio de Janeiro foi articulada por um velho conhecido do crime organizado: Wellington Moreira Franco (PMDB-RJ), ministro da Secretaria-Geral da...

Filme sobre golpe no Brasil é aclamado no Festival de Berlim

  O documentário brasileiro “O Processo”, de Maria Augusta Ramos, foi o principal destaque desta quarta-feira (21) do Festival de Berlim, um dos mais renomados festivais de cinema do mundo. O filme que narra os bastidores do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff estreou com grande aceitação do público do festival. De acordo com o crítico de...

Hydro Alunorte, acusada de vazamento de rejeitos, já foi multada em 2009 por esse crime

  Desde 2006 o Ministério Público Federal exige que a Albras e a Hydro Alunorte, ao lado de outras quatro mineradoras do polo industrial de Barcarena, forneçam dois litros diários de água potável por morador e indenizem à população afetada. Em 2009, o Instituto Brasileiro do Meio Ambente (Ibama) multou a mineradora Hydro Alunorte, instalada no...

OAB pede intervenção em secretaria e prisão de fiscais após vazamento de rejeitos de mineradora no PA

  Ordem também irá pedir o afastamento do secretário de Meio Ambiente, Thales Belo, e do secretário adjunto de Mineração. Possível conivência entre a Hydro e a Semas deve ser investigada segundo a OAB. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seção Pará (OAB-PA), Alberto Antônio Campos, esteve reunido em Altamira, sudoeste do Pará, com o...
Marabá perde aquisição de dez leitos de UTI Neonatal

Marabá perde aquisição de dez leitos de UTI Neonatal

  Recentemente foi noticiado através de blog, sites e redes sociais que a Secretaria Municipal de Saúde de Marabá (SMS) perdeu R$ 300 mil reais de cirurgias eletivas, deixando de atender a população e aumentando ainda mais a fila de esperas por essas cirurgias. Dessa...

INSTITUTO PAULO FONTELES DE DIREITOS HUMANOS

CartazO Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos é uma entidade da sociedade civil, sem fins lucrativos, democrática, ecumênica, apartidária e politizada que atua na promoção e defesa dos direitos humanos observando sua universalidade, interdependência e indivisibilidade nas condições da Amazônia paraense, região marcada por conflitos históricos gerados pela forte penetração econômica de grupos nacionais e estrangeiros que, nos últimos 50 anos, foi o principal gerador do caos fundiário, grilagem das terras, crimes de pistolagem, desmatamento, genocídio indígena, pilhagem das riquezas, trabalho escravo, impunidade, fome e miséria.

O Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos atuará no sentido de estimular a organização do povo, sua consciência crítica, na perspectiva da compreensão de sua condição de oprimido e buscando caminhos para conquistar ou fazer valer direitos inalienáveis, como a saúde, a segurança, a cultura, a educação, o direito à memória, a verdade, a justiça e à vida plena. Sua plataforma consiste na luta por uma sociedade justa, livre, igualitária, culta e sem classes.

A luta de Paulo Fonteles é fonte de inspiração para as novas e futuras gerações, que no limiar do século 21 ainda enfrentam os mesmos problemas. A sociedade, passados quase 30 anos de seu martírio, é muito desigual. Conhecer a vida de combates de Paulo Fonteles pela democracia, pela reforma agrária, pela independência nacional, pelos direitos humanos, fortalece, na sociedade,  a perspectiva de dias melhores.

AGENDA

SOBRE PAULO FONTELES

A trajetória daquele que seria uma das mais contundentes vozes da luta contra o latifúndio e em defesa das liberdades púbicas teve inicio quando o Brasil estava encarcerado pela quartelada de 31 de Março de 1964, que submeteu o país aos terríveis anos da Ditadura Militar, marcada pelas torturas e assassinatos, além da submissão aos interesses externos, notadamente estadunidenses.

O jovem Paulo Fonteles, oitavo filho do marítimo Benedito Lima e de Cordolina Fonteles – uma dona-de-casa que se tornou símbolo da luta conta a impunidade depois de seu assassinato, em 1987 – tomou parte nas manifestações que eclodiram pelo país quando do assassinato do estudante paraense Edson Luís, morto pela repressão política no restaurante Calabouço, no Rio de Janeiro. Naqueles dias a juventude brasileira ganhou pessoa e postura.

Seus relatos daquele período, pela força da sua poesia, revelam a permanente luta pela vida na forma da denúncia da bestialidade dos torturadores que alcunhava como “cães que cavalgam soltos”. Ali, no famigerado Pelotão de Investigações Criminais (PIC) e depois na Barão de Mesquita, no Rio de Janeiro, um dos maiores centros de tortura do país onde os bárbaros foram adestrados  por  víboras  que  insistiam  em afirmar que os métodos da Gestapo estavam ultrapassados e que era necessário reinventar a Santa Inquisição. Naquelas duras condições, ao saberem da resistência armada da Guerrilha do Araguaia, no Sul do Pará, tanto Paulo quanto Hecilda ingressam nas fileiras do Partido Comunista do Brasil.

Paulo Fonteles é eleito o primeiro presidente da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH) e nesse ambiente, em 1978, se coloca à disposição da Comissão Pastoral da Terra (CPT) para advogar para os camponeses do Sul do Pará.

Sua atuação, como advogado da oposição sindical nas contendas contra o pelego Bertoldo Siqueira, na luta para retomar para as mãos dos lavradores o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Conceição do Araguaia vai destilar o ódio em famigerados, como o Major Curió e o Ministro Jarbas Passarinho. Muitos dos instrumentos e quadros da repressão atuaram para derrotar a oposição e até a Rádio Nacional de Brasília fazia campanha para os caudatários do militarismo.

Em 1982 é eleito Deputado Estadual sob a consigna de “Terra, Trabalho e Independência Nacional” e no curso de sua atuação parlamentar é constantemente ameaçado e por diversas vezes denuncia da tribuna da Assembleia Legislativa do Pará as macabras listas de marcados para morrer onde figurava.

Em 1985, um Coronel do Exército e latifundiário, Eddie Castor da Nóbrega anuncia num dos principais jornais paraenses que iria atentar contra a vida do então Deputado. Fonteles no mesmo jornal responde que “se um coronel tem a ousadia de ameaçar de morte um Deputado abertamente, o que este senhor não faz com os trabalhadores rurais de sua fazenda”, concluiu.

Em 11 de Junho de 1987 todas as ameaças se confirmam e no final da manhã daquele dia é assassinado a mando da União Democrática Ruralista (UDR) na região metropolitana de Belém. A ação que atentou contra a vida de Paulo Fonteles ocorreu no mesmo momento em que se votava, no âmbito da constituinte, o Capítulo da Terra.

  • BREVE TRAJETÓRIA DA VIDA DE PAULO CÉSAR FONTELES DE LIMA

Até hoje os mandantes do assassinato de Paulo Fonteles não foram levados a julgamento e, como centenas de casos da pistolagem perpetradas pelo latifúndio seu crime permanece impune o que revela o caráter do judiciário paraense e brasileiro.

Agende-se

...

...

...

...

...

...

...

...

...

...

DELAS POR ELAS – CONVERSA VIVA

MAIS NOTÍCIAS

para os demais posts visite o BLOG.

Manuela saúda decisão do Supremo sobre grávidas presas

  "Por 4 votos a 1, a segunda turma do STF concede habeas corpus coletivo para converter a prisão preventiva (ainda não foram julgadas) de todas as presas grávidas e mães de crianças com menos de 12 anos em prisão domiciliar", afirmou a deputada estadual Manuela...

Novos cortes no orçamento atacam a segurança pública

  O Congresso Nacional aprovou a liberação de R$ 2 bilhões para auxílio a municípios (PLN 1/18) nesta terça-feira (20). Mas o governo Temer mascara o contingenciamento de recursos em várias áreas, entre elas estão saúde, educação e segurança pública. A proposta que...

Paulo Fonteles, Presente

  O IPFDH presta homenagem ao eterno presidente de honra, Paulo Fonteles Filho, neste 20/02 estaria o nosso poeta militante fazendo 46 anos, por algum mistério teve que nos deixar. Ainda estamos assimilando, tendo todos os dias a honra de levar suas ideias adiante,...

A Intervenção militar no Rio: dos juízes aos generais

"Só há crime organizado quando estão envolvidos agentes do Estado", diz ex-secretário nacional de segurança pública Luiz Eduardo Soares*   A situação da segurança pública no Rio é gravíssima e, portanto, não há mais lugar para discursos oficiais defensivos e...

REDE TVT – SEU JORNAL

Aqui você pode assistir os jornais diários produzidos pela TV dos Trabalhadores.

Parceiros

Sites Relacionados

Redes Sociais

Coleções de Fotos

  • 1ª Caravana de Familiares de Mortos e Desaparecidos no Araguaia

ASSISTA A ÍNTEGRA DA HOMENAGEM A PAULO FONTELES

VEJA AS FOTOS DO EVENTO

Paulo Fonteles - 30 anos

.

.