Escolha uma Página

O Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos publica o depoimento de João Reis  sobre a luta dos moradores que perderam suas casas por conta das atividades da estrada de ferro da Vale em Marabá. O caso de Evandro Medeiros é apenas um dos processos movidos pela Mineradora Vale, contra pessoas que participam de manifestações que colocam em questão as ações dela na região. Temos indígenas, moradores de bairros pobres, estudantes de universidade e militantes de movimentos sociais sendo alvos de processos movidos pela empresa na justiça. Alguns investigados e outros vitimas de “atos proibitórios”, impedidos de participar de manifestações ou se aproximar dos trilhos da mineradora.

O caso contra Evandro Medeiros ganhou visibilidade, por conta de ser um professor de universidade, mas queremos tirar da invisibilidade todos aqueles que lutam contra os desmandos e violações de direitos cometidos pela Vale no Pará, Brasil e África [sim, a empresa tem atuação em países africanos e lá comete as mesmas barbaridades].

Esperamos contar com apoio e participação de tod@s nessa luta. Como diz Evandro Medeiros, “não é por mim, nem apenas por Mariana, é por todos nós, o lucro de uma empresa não pode ser maior que a dignidade de um povo inteiro!”.