Escolha uma Página

.

Skatistas protestam contra ação da Guarda Municipal no CAN

Grupo acusa guardas de abuso de autoridade durante apreensão de skates na tarde de ontem.
Por: Redação ORM News em 26 DE JULHO, 2016 – BELÉM

 

Um grupo de skatistas se reuniu no Conjunto Arquitetônico de Nazaré (CAN) para protestar contra a apreensão de skates pela Guarda Municipal de Belém. O grupo se reuniu por volta das 16h desta terça-feira (26) para reclamar de uma ação da GMB ontem à tarde, quando oito skates foram apreendidos sob a alegação de que a prática de skate é proibida no local.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que o grupo de adolescentes é abordado por dois guardas municipais. Inicialmente os guardas conversam com os jovens e em seguida saem com os equipamentos. Cada um carrega dois skates. A alegação para a apreensão dos equipamentos foi de que a prática do skate seria proibida na área da CAN.
Assista ao vídeo:
O presidente da Associação Paraense de Skate, Manoel Reis, considerou a ação da GMB truculenta e classificou a abordagem dos policiais como abuso de autoridade. ‘Os garotos foram agredidos, os skates foram roubados e o mais grave é que algumas das vítimas são menores de idade’, acusa. Reis diz que o incidente de ontem não é o primeiro no local.
‘Estes guardas que fizeram isso são reincidentes, já houve outras situações de violência. Já teve violência de trancarem garotos, de baterem nos skatistas. O interessante é que a Polícia Militar tem um box ao lado da Basílica de Nazaré e nunca houve nenhum conflito com eles. Só com a Guarda Municipal’, afirma.
Reis informou ainda que o grupo levou ao local um advogado para instruir as vítimas e juntar elementos para o registro de boletim de ocorrência na Polícia Civil. ‘Também vamos fazer uma representação na Guarda Municipal’, informou. Manoel disse ainda que não existem placas no local alertando para a proibição da prática de skate ou patins.
Em nota oficial, a Guarda Municipal de Belém informou que o CAN não dispõe de espaço adequado para a prática do esporte. O texto diz que a proibição foi determinada pela Basílica Santuário com o objetivo de evitar depredação e acidentes envolvendo idosos e crianças que transitam na praça. A nota informa também que os equipamentos apreendidos estão na sede da GMB e podem ser retirados pelos proprietários a qualquer momento.
A nota informa ainda que as praças Dorothy Stang, no bairro da Sacramenta, e o Portal da Amazônia são os espaços específicos na capital paraense para a prática de skate, patins e bicicleta de forma segura.
Foto: Victor Furtado (O Liberal)