mebendazol-Kontraindikation

Pelo menos 300 famílias estão em estado de risco no município. Em todo o Pará, 15 municípios já foram atingidos por enchentes, afetando a vida de mais 14 mil pessoas.

Depois de oito horas de chuva, o rio Tocantins amanheceu nesta quinta-feira (15) com o nível marcando 11,12 metros, o que aumentou o número de áreas alagadas no município de Marabá, sudeste do Pará. Segundo a Defesa Civil, em uma semana choveu 80% do volume esperado para o mês inteiro de fevereiro na região. Mas em todo o Estado do Pará, 15 municípios já foram atingidos por enchentes. O número de pessoas afetadas já ultrapassa 14 mil, de acordo com dados da Defesa Civil.

No bairro Velha Marabá, um dois mais movimentados da cidade, mais três ruas amanheceram alagadas, dificultando a circulação de pessoas e mercadorias pelo local. A Defesa Civil informou que pelo menos 300 famílias estão em estado de risco na área.

Alguns moradores tiveram que deixar suas casas e se instalarem nos abrigos públicos, que tem sido alvo de reclamações. O abrigo que fica localizado na Velha Marabá, onde estão mais de 50 famílias, há apenas um chuveiro e de acordo com os desabrigados, não há banheiros em outro abrigo público.

De acordo com a Prefeitura de Marabá, o estado de emergência decretado na última quarta-feira (15) vai permitir a aceleração do processo de montagem dos abrigos, que vão acolher melhor as famílias que estão desalojadas no município.

Ainda segundo a Prefeitura, equipes das Secretarias de Obras, Urbanismo, Assistência Social e de Saúde devem fazer um mutirão para melhorar a infraestrutura dos abrigos, colocando iluminação, fazendo terraplanagem do terreno e instalação de banheiros químicos, além de cobertura com telhas tanto dos galpões como também dos novos abrigos que serão construídos.

Rio Vermelho ultrapassa cinco metros do nível normal e município de Eldorado dos Carajás, no sudeste do Pará, entra em estado de alerta após alagamentos. (Foto: Alóes Oliveira)Rio Vermelho ultrapassa cinco metros do nível normal e município de Eldorado dos Carajás, no sudeste do Pará, entra em estado de alerta após alagamentos. (Foto: Alóes Oliveira)

Rio Vermelho ultrapassa cinco metros do nível normal e município de Eldorado dos Carajás, no sudeste do Pará, entra em estado de alerta após alagamentos. (Foto: Alóes Oliveira)

Elevação dos rios

No Pará, 15 municípios foram afetados por enchentes. O número de pessoas atingidas já ultrapassa 14 mil, de acordo com dados da Defesa Civil. Após a cheia no último domingo (11), o rio Tocantins superou 10 metros do nível de alerta. No sudeste do estado, Marabá, Bannach e Cumaru do Norte tiveram o em estado de emergência declarado. Segundo a Defesa Civil, as demais cidades estão em alerta e podem decretar emergência a qualquer momento.

Uma força tarefa foi montada porque só neste início de inverno amazônico choveu mais do que o esperado e vários rios transbordaram.

Os fenômenos provocados pelo clima e a alta das marés já afetaram os seguintes municípios:

  • Oriximiná, no Baixo Amazonas, teve enxurradas com a cheia do Rio Trombetas.
  • Trairão, no sudoeste do Pará, sofreu enxurrada com as fortes chuvas.
  • Quatipuru, no nordeste paraense, teve erosão.
  • São Miguel do Guamá, nordeste do Pará, teve alagamentos.

No sudeste do Pará, 11 cidades foram afetadas:

Alagamentos

  • Eldorado dos Carajás
  • Marabá
  • Parauapebas
  • Rio Maria
  • Xinguara

Enxurradas

  • Água Azul do Norte
  • Bannach
  • Cumaru do Norte
  • Itupiranga
  • Santa Maria das Barreiras
  • Turucuí

A região sudeste do Pará é onde mais se concentram as ações da Defesa Civil. No Rio Água Preta, a cabeceira de uma ponte foi levada pela água. A rodovia liga Xinguara a Água Azul do Norte, Ourilândia, Tucumã e São Félix do Xingu.

Em Xinguara, as enchentes também provocaram estragos na BR-155. Cento e sessenta famílias ficaram desabrigadas. Elas estão alojadas em um ginásio de esportes da cidade.

Já em Rio Maria, o nível do rio que tem o nome da cidade aumentou de seis para nove metros. Na zona rural de Tucumã, um rio transbordou e encobriu quase toda uma ponte deixando os moradores isolados.

FONTE: https://g1.globo.com/pa/para/noticia/rio-tocantins-ultrapassa-a-marca-de-11-metros-e-aumenta-o-numero-de-desabrigados-em-maraba.ghtml