Escolha uma Página

 

Por: Moisés Alves

Segue a todo vapor o projeto “Acervo Histórico Paulo Fonteles” que tem como coordenadora de pesquisa a doutora em História, a professora da Universidade Federal do Pará Leila Mourão e como assistente de pesquisa Moisés Alves do Instituto Paulo Fontes de Direitos Humanos – IPF e como auxiliar de pesquisa Paulo Emmanuel, Eva de Jesus e Rubens Pereira. Como colaborador o bacharel em história Pedro Fonteles, filho do ex-deputado comunista Paulo Fonteles.

O projeto prevê a digitalização do acervo histórico do ex-deputado que trata de sua atuação político-social nas décadas de 70 e 80, sua produção parlamentar, a luta pela terra e pela reforma agrária, a luta pela constituinte, a resistência à ditadura civil militar e a construção de uma corrente classista no seio do movimento popular e dos trabalhadores através do Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

Já foram pesquisadas mais de 17 mil páginas em um acervo de 100 mil, que será digitalizada no sistema DocPro na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.

O projeto dirigido pela Universidade Federal do Pará – UFPA e pelo Instituto Paulo de Direitos Humanos – IPF, prever ainda a realização de um seminário Internacional que vai tratar da luta pela terra e os direitos humanos na Amazônia e a produção e edição de um livro com o resultado do referido seminário. Tudo isso só foi possível devido a preservação do acervo que esteve sobre os cuidados do ex-deputado Neuton Miranda e da professora Leila Mourão durante 30 anos.

A concretização desse resgate tem as mãos do deputado federal do Pará Edmilson Rodrigues (PSOL), que dispôs de uma emenda parlamentar para o trabalho de pesquisa e extensão da Universidade Federal do Pará – UFPa, demonstrando seu compromisso com a verdade, memória e justiça.

Todo esse esforço dedicamos a memória do poeta comunista Paulo Fonteles Filho, pesquisador da luta da Guerrilha do Araguaia e do resgate da memória de seu pai. Paulo e Paulinho Fonteles Vive! Presente!

   

*Moisés Alves é Secretário Geral do Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos – IPF