mebendazol comprime 100 mg

 

Ironizado nas redes sociais por estar fugindo do confronto de propostas com o adversário Fernando Haddad (PT), o candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, admitiu, nesta quinta (11), a possibilidade de não participar de nenhum debate com o opositor, mesmo que seja liberado pelos médicos para participar. “Existe a possibilidade, sim, estratégica (de não ir a debate)”, afirmou em coletiva de imprensa.

Haddad tem cobrado a participação de Bolsonaro nos encontros,Bolsonaro não tem participado de debates e eventos públicos, mas tem concedido muitas e longas entrevistas e feito várias transmissões ao vivo em suas redes sociais. Esta semana, ele anunciou que não participaria de debates até o dia 18, por recomendações médicas.

A justificativa seria uma anemia, em razão do atentado sofrido no dia 6 de setembro. Estavam programados um debate nesta quinta-feira (11), na TV Bandeirantes, domingo (14), na TV Gazeta, em parceria com O Estado de S. Paulo, e na segunda-feira (15), no SBT. Todos foram cancelados pelos organizadores.

Na coletiva desta quinta, contudo, Bolsonadro reconheceu que foge dos debates não por uma questão médica, mas de estratégia de campanha. Nos últimos dias, Haddad tem cobrado sua presença no confronto direto de propostas.

“Eu vou na enfermaria em que ele estiver para debater o país. Os brasileiros precisam saber a verdade sobre as coisas. Vamos tratar isso de forma adulta e não fazendo criancice na internet contando com a boa fé das pessoas que são crédulas. Muita gente acredita no que recebe no WhatsApp, mas lá você não tem o contraditório. No debate você tem”, disse o petista.

Do Portal Vermelho – http://www.vermelho.org.br/noticia/315960-1